terça-feira, maio 09, 2017

E pronto:acabei-a...

Saiu-me hoje de cima dos ombros um enorme  carrego de prenhe ansiedade.
Encerrei hoje a edição do livro -SAGA MAIOR –Os “ílhavos”  no marear da vida Litoral Fora- Séc. XVIII-Séc.XX. Hoje é  como quando se fazia um exame, e se entregava a prova. Agora o que está...está...E nada mais pode ser alterado, ou corrigido.
Nestes últimos três anos, trabalhei por vezes, exaustivamente, no livro (e num ou outro escrito para repor o equilíbrio, descomprimindo).Tive sempre a impressão, estranha, de que já não haveria tempo para o acabar.
Quando decidi escrever aquele o historial da minha Gente, eram quatro, os livros que pensava querer editar. Aquando do livro “Embarcações que tiveram o berço na Laguna,quase me foi exigido  entrar nas Bateiras. Só que, quando acabei de redigir este, perguntei-me : mas então e as Artes? Eu sabia que precisava de saber profundamente tudo, para então entrar na “Saga Maior”.
Trabalhei, pois, à pressão. Sempre a contra relógio. E ainda há dois meses, inesperadamente, perpassou por mim a ideia de que a “SAGA”“ morria na praia”.
Poucos farão ideia do que é escrever, página a página, este tipo de livro(400 páginas da história de gentes & muito mais).Obriga a um trabalho de procura ciclópico.Um verdadeiro desmando. Trabalha-se permanentemente no fio da navalha. Milhares de datas, nomes, factos, circunstâncias, interpretação... etc...etc. Qualquer falhanço pode deitar abaixo  todo o trabalho. Isto não é blá...blá...blá...
Hoje, dia de recolher a livralhada que me acompanhou, que consultei, onde tirei muitas dúvidas e confrontei o que sabia, não perdi tempo, e comecei, com ajuda, a emalar livros e dossiers. O livro tem 150 referências bibliográficas! Foi preciso ler, estudar, confrontar, e ...opinar. Adquiri por esse País fora, todos os livros editados nestes últimos anos(séculos!) sobre a matéria, e fotocopiei muitos outros, por impossibilidade de os obter. Na foto anexa podem apreciar-se os dossiers que, hoje, vão para o arquivo. Milhares de páginas, como é patente.


Dentro de dias convidarei todos os que o queiram, a comparecerem, no próximo dia 10 de Junho, no MMI, onde a “SAGA” será lançada. Com um programa inédito, muito especial, de que darei atempadamente conta.
UF!...hoje espero dormir bem. Ao contrário destes anos, em que o ritmo de estudo e escrita, me obrigou a ser escasso nesse exercício.
Passem boa noite. Vou celebrar...comigo.

Abraço Senos da Fonseca

Nota- Estou pois no desemprego. Finalmente....
-->
SF